10 outubro 2009

JEITO DE MULHER

JEITO DE MULHER


Hoje em mim
Habita o capricho
Trejeitos de alma
Coisas de mulher

Muita intuição
Todos os instintos
Pois sei o que quero
Então busco, insisto

Persigo frenética
O que talvez não sonhes
Num mundo íntimo
E tão particular

Onde procuro uma chance
Envolver-me de vida
Repleta de fascínio
Tudo ao meu alcance

Vida na ponta dos dedos
Pulsando querer, saber tocar
Vertendo nos olhos ávidos
Felicidade pura, amor demais


Beatriz Prestes

12 comentários:

ONG ALERTA disse...

Na realidade querendo viver a vida em sua totalidade, seria bom se todos pudessem ter amor no coração, paz.

Majoli disse...

Beatriz, vim retribuir o carinho de sua visita lá no rabiscos e ao chegar aqui encontro um cantinho cheio da alma de uma mulher apaixonada.

Li vários poemas teus e em muitos me encontrei, "Aliviar" é lindo, também eu rogo aos céus junto a ti.

"Jeito de Mulher" é uma oração em forma de poema, li e reli.
Estás de parabéns.
Também eu estarei a partir de agora a te seguir, que bom que deixastes teu rastro lá no rabiscos.

Beijos minha nova amiga.
Lindo domingo.

Renato Baptista disse...

Sensibilidade feminina
Sábia e felina
Por vezes falha
Confunde a mente
Mas sempre presente
E os sonhos se transformam
Viram vida que pulsa
Na trilha do verdadeiro amor
Não na maledicência
Não nos aforismos baratos
E cada amanhecer sereno
Torna-se fascinante
Com olhos vibrando
Revirando nas órbitas
Por tanta felicidade
Por tanta paixão que brilha
E na ponta dos dedos
Ficam os segredos
Que se trocam a cada toque.

Particular sensação
De quem ama...

Um show de poema!
Beijo* Beatriz

ONG ALERTA disse...

Vida com intensidade mas com sabedoria a intuiçaõ é o coração use-o, paz.

Retalhos de Amor disse...

"Felicidade pura, amor demais"
Assim seja tua vida
Plena de sorrisos...
Demais merecido, Mana Beazinha!!!

Te Amo, Amiga...
E a tua Poesia Linda!!!

Beijos mais...
No coração, viu!!!
Iza

Lis. disse...

E será que há...
Um dedinho de solidão
Em sua canção?

Saudações.

Jorge Carvalho disse...

Assim como os pássaros não vivem sem o céu, assim como os peixes não respiram sem a água, assim como os planetas não existem sem o universo, posso dizer, com toda sinceridade, que não sei viver sem amor.
São palavras escritas agora, mas para serem lembradas para sempre, guardadas no teu coração e na tua mente.
QUE POEMA TÃO BONITO!

Inês disse...

Ai, que lindo este espaço iluminado!
Parabéns pela poesia!
Serei sua seguidora. Inês.

Tetê disse...

Oi Beatriz! Obrigada pela visita! Seu espaço é divino! Você escreve com a alma! Parabéns! Bjks Tetê

Veronica de Nazareth-Noic@ disse...

BeAmigAmada...
sempre realmente com esse "Jeito de Mulher...e de Anjo", como tua alma bem é e sabe ser, inteira!
Belíssimo poetar, alma desnuda, sonhos e desejos abertamente expostos...um saber esperar, buscar na certeza de que tudo pode. E podes,querida! E mereces, todo um profundo encontro humano-amor-vida plenos.Amei!
E te amo! E sinto demais a falta de um saber-te/ler-te diário, mas não consigo vir ao meu blog e ao de vocês, diriamente.Quando venho ao meu, não deixo de vir ao teu, beijar tua alma, que sinto tão profundamente, em todas as vezes.
Amor-amigo-irmão e Beijo de Luz.

Maísa disse...

Bea,
jeito de mulher
é tudo!

que momento lindo esse de teu poetar!

meus olhos agradecem!
parabéns!
beijos poéticos

Mariana disse...

A mulher tem um jeito especial de ser e isto a torna bela.
bjs